O desenvolvimento de softwares para mobile vem avançando muito com o passar dos anos e cada vez mais empresas têm visto a necessidade de oferecer aplicativos ao seu público, mas muitas delas não sabem nem por onde começar.

Uma questão interessante diz respeito ao tipo de aplicativo: você deveria optar por um nativo ou híbrido? Por mais técnica que essa decisão possa parecer, ela não deve ficar apenas nas mãos do time de desenvolvedores, isso porque a decisão de como desenvolver o app poderá impactar todo o seu projeto.

Neste artigo, você vai entender a diferença entre desenvolvimento nativo e híbrido, conhecer as vantagens de cada um para conseguir tomar a melhor decisão para seu projeto. Boa leitura!

O que é desenvolvimento nativo?

O desenvolvimento nativo consiste na criação de softwares/aplicativos para sistemas operacionais específicos (como Android e iOS), com a capacidade de executar e explorar todo potencial dos dispositivos, a exemplo do GPS, câmera, calendário, entre outros.

Dessa forma, é possível afirmar que o app nativo é todo o programa criado sob medida para uma plataforma, com objetivo de funcionar em conformidade com os dispositivos e suas características. Atualmente, esses são os apps mais comuns, permitindo uma infinidade de possibilidades ao desenvolvedor.

Quando optar pelo desenvolvimento de um aplicativo nativo?

Um aplicativo nativo pode exigir um prazo e um orçamento maiores. O desenvolvimento dele leva tempo, afinal, será necessário desenvolver um app para cada sistema operacional, sendo que na grande maioria das vezes os códigos não poderão ser reutilizados.

Em contrapartida, aplicativos nativos tendem a ser mais estáveis, ideais para atender a públicos mais exigentes, que esperam um bom desempenho, confiabilidade e rapidez das aplicações. O app nativo será, nesses casos, a opção mais interessante!

Além disso, há um grande benefício em concentrar o desenvolvimento de um app nativo. Trata-se da possibilidade de otimizar o código para agir diretamente com as bibliotecas dos sistemas operacionais dos dispositivos.

O que é desenvolvimento híbrido?

O desenvolvimento híbrido consiste na criação de um software/aplicativo com linguagens de programação voltadas para web, assim ele consegue rodar em diferentes sistemas operacionais. Para isso, é utilizada uma base de estrutura nativa para a instalação, mas o sistema abrirá dentro do app em uma página web.

Quando optar pelo desenvolvimento de um aplicativo híbrido?

Em linhas gerais, o aplicativo híbrido é mais interessante quando os recursos financeiros ou de tempo estão mais escassos. A redução do tempo de desenvolvimento em relação aos aplicativos nativos se deve a possibilidade de executar o app híbrido em diferentes sistemas.

Daí a dispensa de desenvolver o aplicativo mais de uma vez para tornar-se adequado a mais de uma plataforma. A escolha do aplicativo híbrido também é interessante quando não se é exigida um alto desempenho dele; ou quando o público é heterogêneo.

Nessas situações, uma solução genérica é mais vantajosa! Mas como nem tudo são flores, os aplicativos híbridos trazem uma pequena desvantagem: acontece que os frameworks são constantemente atualizados e, quando isso ocorre, os códigos podem não funcionar adequadamente — ou seja, atualizações serão sempre necessárias.

Quando optar pelo desenvolvimento no-code?

Ainda falando sobre desenvolvimento híbrido, temos o desenvolvimento no-code: a possibilidade de fazer programação em plataformas visuais e de fácil utilização, como a utilização de ferramentas drag and drop.

Esse tipo de desenvolvimento permite que o usuário tenha a necessidade de programar o mínimo possível, aumentando a agilidade do desenvolvimento do app e, até mesmo, a produtividade do desenvolvedor.

Além disso, o desenvolvimento no code ajuda na redução de custos, oferece flexibilidade para criar produtos adaptáveis e oferece mais autonomia, uma vez que até mesmo pessoas que não tem conhecimento avançado em programação conseguirão utilizar a ferramenta.

Desenvolvimento híbrido ou nativo: qual escolher?

A grande verdade é que não existe uma resposta única para essa questão. Ambos os tipos de desenvolvimento trazem vantagens para o seu projeto, então, o que você precisa fazer é analisar fatores como orçamento, prazo, qual o público-alvo do sistema e até mesmo a necessidade dele estar em mais de um sistema operacional.

Estruture seu projeto, crie todo o planejamento estratégico e, após definir os pontos citados acima, decida entre a utilização do desenvolvimento híbrido ou nativo para a criação do seu sistema.

Quer saber mais sobre desenvolvimento mobile? Siga a Round Pegs nas redes sociais, estamos no Instagram, YouTube e Twitter.



16/12/2021

Desenvolvimento nativo ou híbrido? Entenda as diferenças